sexta-feira, 6 de março de 2015

XVIII Curso de introdução à Astronomia e Astrofísica



O INPE tem o prazer de convidá-los para o XVIII Curso de Introdução à Astronomia e Astrofísica que será oferecido por este Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

O curso acontecerá no período de 20 a 24 de julho de 2015.


Para maiores informações, acesse www.das.inpe.br/ciaa/

Atenciosamente,
Valéria Ribeiro G. Fernandes
Comissão Organizadora
Divisão de Astrofísica
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Telefone: (12) 3208-7200 ou (12) 3208-6811
 

segunda-feira, 2 de março de 2015

Faça o download da Cartilha ilustrada: Pegada Ecológica

PEGADA ECOLÓGICA
Qual é a sua? 

Cartilha ilustrada sobre Sustentabilidade produzida pela equipe de Comunicação Institucional da Rede CLIMA/MCTI. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE

domingo, 1 de março de 2015

Faça o download gratuito da revista em quadrinhos Heróis do Clima

Heróis do Clima: as mudanças climáticas explicadas em quadrinhos.

Heróis do Clima -  A Aventura e A Ciência Por Trás das Mudanças Climáticas conta a história da ciência do clima por meio de dois personagens que vivem em Marte, no ano de 2072. Um avô e seu neto conversam sobre a Terra e sobre como pesquisadores, líderes mundiais e cidadãos comuns constataram a realidade e as consequências do aquecimento global, abordando termos e conceitos como efeito estufa, concentração de emissões de gases atmosféricos, dentre eles o CO2, e Painel Intergovernamental sobre Mudança do Clima (IPCC).

*Com informações do PNUD.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Mudanças climáticas podem favorecer espalhamento de doenças infecciosas

Cientistas da Universidade Nebraska-Lincoln, nos Estados Unidos, apontam que as mudanças climáticas podem favorecer o espalhamento de doenças infecciosas. As conclusões foram publicadas no Philosophical Transictions B, site de artigos científicos da Royal Society.
Segundo os zoólogos Daniel Brooks e Eric Hoberg, com o aquecimento global as doenças infecciosas, transmitidas por vírus, bactérias e fungos, conseguem migrar com mais frequência e rapidez para novos hospedeiros.
Isso porque o habitat de certas espécies está sendo geograficamente deslocado, e os agentes patogênicos, organismos responsáveis pela transmissão e multiplicação das doenças, têm carregado o DNA do anfitrião anterior para infectar um novo hospedeiro.
Essa nova teoria contradiz uma anterior, segundo a qual um hospedeiro morto impediria que o parasita continuasse em sua trajetória, já que não seria capaz de evoluir com rapidez suficiente para infectar novamente.
O deslocamento favorece o contágio pois as novas espécies a entrar em contato com os agentes patogênicos não criaram uma resistência anterior a eles. Isso as torna mais vulneráveis. Pior: o risco de epidemias aumenta, já que esses parasitas podem encontrar seres humanos em seu trajeto, conforme ocorre a mudança dos habitats.

Artigo de divulgação do estudo:

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Nota de Falecimento do Professor Rafael Oliveira-UFRR



A Universidade Federal de Roraima (UFRR) enviou nota lamentando o falecimento do professor doutor Rafael Oliveira, que exercia a função de diretor executivo da Fundação Ajuri.

Ele foi vítima de afogamento no Rio Branco, no dia 4 de fevereiro. Em função do ocorrido, a reitora Gioconda Martínez decretou luto oficial por três dias. O professor deixa um filho de cinco anos.

Histórico

Carioca, veio morar em Roraima em busca de concurso público. Rafael era professor doutor do curso de Geografia da Universidade. Foi o primeiro diretor da Editora da UFRR e assumiu a Fundação Ajuri no ano passado. Criou o selo Ajuri Cultural com o objetivo de proporcionar o desenvolvimento cultural do Estado por meio da UFRR.

Também foi responsável pelo projeto ‘SongBook’ que oportuniza novos espaços de entretenimento e em especial a música e os artistas da região. Em outubro foi lançado o primeiro álbum com o artista Zeca Preto e o próximo está previsto para o primeiro semestre deste ano, com o George Farias.

Velório

O velório do professor Rafael Oliveira foi realizado no Centro Amazônico de Fronteiras (CAF), 




O bioclima vem a público, lamentar a perda irreparável de um grande profissional, Rafael Oliveira,  sempre trabalhou e muito para qualificar o debate geográfico. E a 10 anos atrás tomou a decisão de largar o Estado do Rio de Janeiro para  trabalhar em Roraima, local que prestou concurso para professor assitente e com êxito passou. Desde então, eu, Edson soares Fialho, colega dos tempos de FEUDUC, em Duque de Caxias, matinhamos contato, conversávamos. e quando ainda editor da Revista Acta geográfica, publicamos em parceria um número especial de Climatologia geográfica. O trabalho durante dois anos foi intenso e maravilhoso. tanto que o resultado gráfico e do conteúdo ajudou a aumenta a visibilidade da revista. Porém, o destino o levou de maneira repentina. Estamos atordoados. Mas abro este espaço no site do Bioclima para agradecer sua atuação e dizer que sentiremos muitas saudades.

Att.
Equipe do bioclima

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Fórum de Áreas Degradadas



O II Fórum Brasileiro de Restauração Ecológica e de Áreas Degradadas será realizado nos dias 13 e 14 de maio de 2015, na Universidade Federal de Viçosa na cidade de Viçosa, em Minas Gerais.

Com intuito de promover conhecimentos e experiência desenvolvidas na recuperação e degradação ambiental nos diversos Biomas Brasileiros, o evento pretende contribuir com a difícil tarefa de restauração desses biomas.

Buscar soluções práticas e casos de sucesso na recuperação e restauração de áreas degradadas, bem como promover discussões que permitam avançar no desenvolvimento de modelos úteis para as atividades impactantes de mineração, urbanização, construção de estradas, barragens e atividades agropecuárias, florestais e industriais.

Definir planos de ação para proteger os recursos do solo e promover a conscientização em relação à importância deste recurso natural, uma vez que a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (ONU/FAO) elegeu 2015 o Ano Internacional do Solo enfatizando a preocupação mundial com a degradação do solo e a consequência do impacto na produção alimentar, na geração de energia e nas mudanças climáticas e globais.

Veja o site do evento:

sábado, 31 de janeiro de 2015

Aos formandos de Geografia 2014-2.

O Bioclima vem por meio deste post, parabenizar os formandos de Geografia da Turma 214/2 e desejar um brilhante sucesso profissional. Mas durante a apresentação da entrega de prêmios aos melhores alunos de cada curso, uma coisa me chamou a atenção, que foi o discurso da Diretora de Centro do CCH  Profa. Graça Floreta, que apesar de categorizá-lo, com um forte viés geográfico, nos faz refletir sobre os rumos da Educação no país.

Fique então com a reprodução do mesmo, cedido pela própria Diretora.

Boa leitura e curta as fotos ao final deste post.


CERIMÔNIA DE HOMENAGEM DO CENTRO AOS ESTUDANTES – 2015




DISCURSO DA DIRETORA DO CENTRO DE CIENCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES, PROFA. DRA. GRAÇA FLORESTA AO FORMANDOS HOMENAGEADOS POR MÉRITO ACADÊMICO.

GOSTARIA DE CUMPRIMENTAR
ILUSTRES INTEGRANTES DA MESA DIRETORA
COORDENADORES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CCH
PRÓ-REITORES PRESENTES
SERVIDORES E DOCENTES DA UFV
FAMILIARES DOS FORMANDOS
FORMANDOS

AGRADECER A PRESENÇA DE TODOS

NOVAMENTE, O MOMENTO É DE REFLEXÃO... CERIMÔNIAS COMO ESTA, DEVEM NOS SINTONIZAR COM UM REPENSAR NOSSA UNIVERSIDADE E O QUE ESTAMOS REALIZANDO EM SEU NOME.

E MEU PAPEL AQUI NÃO OUTRO SENÃO EVOCAR A IMPORTÂNCIA QUE HÁ EM COLOCARMOS NA SOCIEDADE, MAIS UM CONJUNTO DE PROFISSIONAIS DAS ÁREAS DAS CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS.

UM DOS MAIORES DESAFIOS QUE ESSES PROFISSIONAIS TEM HOJE É MANTER VIVO, EM SUAS ATUAÇÕES, O SENTIDO DESSE CAMPO DE CONHECIMENTO QUE SE CONSTRUIU NO CALOR DE REVOLUÇÕES, REFORMAS, MUDANÇAS SOCIAIS E CIENTÍFICAS E QUE HOJE É DEMARCADO PELOS NOVOS ESTILOS DE VIDA, NUMA SOCIEDADE QUE PASSA POR UM PROCESSO CONTEMPORÂNEO DE GLOBALIZAÇÃO, VOLTADA PARA O CONSUMO, DE UM LADO, E, DE OUTRO, CADA VEZ MAIS UNIFICADA EM UM PROCESSO DE CIBERNETIZAÇÃO E VIRTUALIZAÇÃO, TANTO DA ATIVIDADE DE PRODUÇÃO, QUANTO DA SUBJETIVIDADE.

O NOSSO MUNDO DE HOJE É ESSE DOMINADO CADA VEZ MAIS PELA RACIONALIDADE CIENTÍFICA, ONDE TUDO SUPOSTAMENTE PODERIA SER CALCULADO. NO ENTANTO, MESMO PODENDO ESTREITAR SUAS RELAÇÕES EM REDES SOCIAIS DIFERENCIADAS, OS HOMENS NÃO CONSEGUIRAM ATÉ AGORA VENCER DIFERENÇAS POLÍTICAS, ÉTNICAS E RELIGIOSAS, QUE SEVEM ACENTUANDO NOS TEMPOS ATUAIS, NEM BARRAR AS DESIGUALDADES SOCIAIS, NEM MESMO ESCLARECER DOENÇAS EMOCIONAIS OU ENCONTRAR FORMAS DE LIDAR COM ELAS. NUM TORVELINHO DE PRECONCEITOS, DISCRIMINAÇÕES E CONFLITOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS BUSCA-SE REENCANTAR UM MUNDO PARA O QUAL AS CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, PENSADA PELOS CLÁSSICOS, PARECE NÃO SER SUFICIENTE.

ASSIM, MINHA FALA NÃO PODIA TER OUTRO SENTIDO, SENÃO, O DA PRÓPRIA COMPLEXIDADE QUE AS CIÊNCIAS HUMANAS ENSEJAM, TAL COMO A NOSSA PRÓPRIA CONDIÇÃO HUMANA. POIS ENGLOBA CARACTERÍSTICAS TEÓRICAS EM RAMOS DISTINTOS E CARACTERÍSTICAS SUBJETIVAS, COMO POR EXEMPLO QUANDO ENTRAMOS NO CAMPO DAS ARTES. POR ISSO, SÃO PROFUNDAS, COMPLEXAS  DE GRANDE IMPORTÂNCIA NA SOCIEDADE.

AFINAL, SEM MATEMÁTICA E SEM ENGENHARIAS, NÃO PODEMOS VIVER, MAS TAMBÉM SEM ARTE, SEM COMPREENSÃO DO MUNDO, NÃO PODEMOS MESMO VIVER.

DESTA FORMA, PRIVILEGIANDO A UNIVERSIDADE COMO LÓCUS DE FORMAÇÃO DOS INDIVÍDUOS, COMPREENDEMOS A NECESSIDADE DE ATITUDES QUE REMETAM O HOMEM AO RESGATE DA ÉTICA INDIVIDUAL PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA E CIDADÃ. NESTE CONTEXTO AS CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS NECESSITAM RECONHECER O PRÓPRIO VALOR BUSCANDO AMPLIAR E ALINHAR SUAS INTERVENÇÕES, INSPIRANDO A NECESSÁRIA ARTICULAÇÃO ENTRE TODAS AS CIÊNCIAS. A CONCENTRAÇÃO DE ESFORÇOS NO SENTIDO DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS QUE ATENDAM A REALIDADE CONCRETA DAS NECESSIDADES CONTEMPORÂNEAS DAS PESSOAS, NESSA DITA 'NOVA' SOCIEDADE ONDE SE FORTALECE A TENTATIVA DE NEGAR A SUBJETIVIDADE.

ESSE É O DESAFIO DE VOCÊS!

E O QUE EU DESEJO A VOCÊS É QUE DESCUBRAM QUE ESTÃO PREPARADOS PARA ESTA COMPLEXIDADE, PARA AS INCERTEZAS, E INSTABILIDADES.

PARA AS SINGULARIDADES E PARA OS CONFLITOS DE VALOR QUE IRÃO PERCEBER, CADA VEZ MAIS, COMO CENTRAIS NO MUNDO PROFISSIONAL.

EXISTINDO NUM MUNDO TÃO TECNOLOGICAMENTE AVANÇADO, QUANTO TECNICAMENTE PLURAL, COMO É ESSE EM QUE VIVEMOS.

DESEJO QUE REAFIRMEM O PRINCÍPIO BÁSICO DAS CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS EM CADA LUGAR POR ONDE PASSAREM. REAFIRMEM: O HOMEM É UMA INVENÇÃO NA ESFERA DO SABER, QUE SURGE E RESSURGE NA BIOLOGIA, NA ECONOMIA POLÍTICA, NA FILOSOFIA, NA RELAÇÃO COM AS COISAS DA NATUREZA.

O HOMEM COMO UMA INVENÇÃO PERMANENTE DE SABERES, NÃO ESTANDO NUNCA NO FINAL DE UM QUADRO BEM ORDENADO, NÃO SENDO UM MODELO ÚLTIMO E PREFEITO. MAS QUE É DADO ELE AGORA É DADO À EXPERIÊNCIA, PENSADO COMO ALGO A SER DESCOBERTO E DESVENDADO.

ESTES ESTUDANTES QUE HOJE ESTÃO SENDO HOMENAGEADOS, EU OS VEJO COMO REPRESENTANTES DE TODOS ESTUDANTES, NÃO SÓ DOS CURSOS DE
PEDAGOGIA
DIREITO
CIÊNCIAS ECONÔMICAS
DANÇA
COMUNICAÇÃO SOCIAL
SECRETARIADO EXECUTIVO TRILINGUE
CIÊNCIAS SOCIAIS
ECONOMIA DOMÉSTICA
EDUCAÇÃO INFANTIL
GEOGRAFIA
HISTÓRIA
HISTÓRIA EAD
LETRAS

QUE SÃO NOSSAS ESTRELAS DESSA MANHÃ, MAS TAMBÉM DOS ESTUDANTES DOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ADMINISTRAÇÃO E EDUCAÇÃO DO CAMPO.

NOSSO DESEJO É HOMENAGEAR À TODOS.

DEVEM, EM ESPECIAL, REPRESENTAR AQUELES QUE CONVIVERAM COM AS DIFICULDADES MAIS COMUNS, TAIS COMO, A DISTÂNCIA IRREMEDIÁVEL DA FAMÍLIA, AS DIFICULDADES FINANCEIRAS, AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM, DE RELACIONAMENTO, DE SOCIABILIDADE...

SOMENTE UM DADO PARA MOSTRAR DE ONDE VEM ESSA CERTEZA: NO CCH, EM 2014, TIVEMOS NADA MENOS DO QUE 97 ESTUDANTES DESLIGADOS POR DESEMPENHO ACADÊMICO. ESSA ESTATÍSTICA É PREOCUPANTE! É POR ELA QUE A UFV DEVE SE CONCENTRAR NO REPENSAR DAS CIÊNCIAS BÁSICAS E DA VIDA DE CADA UM DE NOSSOS ESTUDANTES EM NOSSOS CAMPUS.

PORQUE REAFIRMO MINHA CONVICÇÃO DE QUE TODO ESTUDANTE QUE CONCLUI SEU CURSO SUPERIOR TEM MÉRITO ACADMICO. MINHA CONVICÇÃO DE QUE SOMENTE AS NOTAS (OS VALORES QUANTIFICÁVEIS) NÃO REVELAM NADA, NOS LEVANDO, MUITAS VEZES A REPRODUZIR CRITÉRIOS INJUSTOS DE INCENTIVOS A DETERMINADAS ATIVIDADES ACADÊMICAS, E NÃO NOS PERMITINDO OLHAR EM OUTRAS DIREÇÕES. POR ISSO, COLOCO MEU PLEITO JÁ FIRMADO AQUI, DE QUE DEVEMOS FAZER NESSA INSTITUIÇÃO, UMA DISCUSSÃO QUALIFICADA DO MÉRITO E... DO DESMÉRITO.


ESTOU CERTA DE QUE AS TRAJETÓRIAS AQUI ENALTECIDAS ESTÃO REPLETAS DE HISTÓRIAS DE PERDAS, DE SUPERAÇÕES E DE ESPERANÇAS QUE TIVERAM QUE SER RENOVADAS DURANTE OS CURSOS. POR ISSO, PARABENIZO ESSES NOSSOS ESTUDANTES DESTA MANHÃ, LEMBRANDO DE TODOS OS QUE NÃO ESTÃO AQUI.

VEJAM ALGUMAS FOTOS DO EVENTO. E DESEJAR SUCESSO AS ACADÊMICAS, ÍTALA, BRUNA E JANICE, QUE FORAM HOMENAGEADAS NA CERIMÔNIA.